Sucesso define o 14º Fórum Sergipano de Contabilidade
Compartilhar:

Por Gilmara Moura - Ascom CRC/SE

O 14o Fórum Sergipano de Contabilidade aberto mais uma vez com o Encontro Sergipano de Estudantes e Professores de Ciências Contábeis, que em 2014 está na terceira edição, superou todas as expectativas de público. Foram 308 profissionais e estudantes de Ciências Contábeis que lotaram dois auditórios no Hotel Aquários, em Aracaju, nos dias 6 e 7 de novembro. O evento, promovido pelo Conselho Regional de Contabilidade de Sergipe (CRC/SE), é um dos maiores realizados pela Entidade e, este ano, trouxe os mais gabaritados profissionais do País para dividir conhecimento com o contabilista sergipano.

Essa sempre foi a preocupação principal de Angela Andrade Dantas Mendonça, presidente do CRC/SE. ?Temos a educação continuada como nossa principal bandeira. Por isso, não medimos esforços para trazer os melhores profissionais?, afirmou Angela. De acordo com Luciana Matos, vice-presidente de Desenvolvimento Profissional do CRC/SE, a escolha do tema principal do 14º Fórum, ?Reflexões sobre o Sped? se deu porque o Sped é um dos assuntos mais tratados pela classe contábil nos últimos anos.

?Escolhemos um tema muito vasto. O Sped é uma realidade que nós, profissionais da contabilidade, tivemos que conviver nos últimos quatro anos. Por isso, trouxemos palestrantes que estão discutindo esses temas no cenário nacional?, pontuou Luciana. Um dos grandes nomes presentes foi Clóvis Belbute Peres, auditor fiscal e coordenador nacional do Sped. ?O que melhor define o Sped é que ele é apaixonante. Trata-se de um sistema que envolve todas as áreas da Contabilidade, o Fisco, a sociedade... Quando falo do Sped me emociono, pela revolução que ele representa?, resumiu Belbute, a paixão que sente que Sistema Público de Escrituração Contábil Digital.

Acontecimento
Para Luciana Matos, o sucesso do Fórum foi previsível. ?A grande procura prévia pelo evento já demonstrava que seria um sucesso. Só não tivemos mais participantes por falta de espaço para recebê-los?, revelou Luciana, que também é coordenadora do curso de Ciências Contábeis da Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe (Fanese).

Na opinião do paraense Fernando Sampaio, que palestrou sobre auditoria dos arquivos eletrônicos para o Sped fiscal, a grande procura se dá mediante anseio dos profissionais por conhecimento. ?Diante de tantas mudanças, de legislação, de procedimentos contábeis, vemos que a própria organização demanda um trabalho mais bem feito do profissional da Contabilidade. E fora que o conhecimento acaba sendo o grande diferencial no mundo competitivo?, avaliou. Fernando é especialista em Gestão, Contabilidade e Controladoria e professor universitário de pós-graduação.

Sped
Para o gerente de legislação da Wolters Kluwer Prosoft Danilo Lollio, o Sped tem uma parcela de participação na busca incansável dos profissionais da Contabilidade por aprimoramento. ?O Sped exige uma grande capacitação profissional. Por isso, o contabilista tem que já vir com uma bagagem. E muitas vezes, são os próprios cursos que os CRCs oferecem, praticamente de forma gratuita, que permitem que os profissionais tenham a chance de obter conhecimento de valor?, constata Lollio. Ele é graduado em Análise de Sistemas pela Universidade Mackenzie e em Pedagogia pela Universidade de São Paulo (USP). No 14º Fórum, Danillo palestrou sobre Escrituração Contábil Fiscal (ECF).

Quem também dividiu os conhecimentos e agradou sobremaneira todos os participantes foi a vice-presidente de Gestão do CRC/RS, Ana Tércia Lopes Rodrigues. Ela foi a primeira palestrante do Encontro Sergipano de Estudantes e Professores de Ciências Contábeis. Tércia falou sobre os desafios da profissão contábil, pelo ângulo técnico, da ciência e das vivências. Esse último, chamou bastante a atenção dos participantes.

Que o diga a estudante do sexto período de Ciências Contábeis, Danielle Andrade Silva, de 27 anos. ?Ela abordou temas que estamos vivenciando no dia a dia. Superou as minhas expectativas?, declarou Danielle. O que, para Ana Tércia, se dá mediante assunto abordado. ?A temática da educação mobiliza as pessoas. Tanto alunos como profissionais entendem hoje que este é o caminho para evoluirmos com a nossa profissão?, argumentou a palestrante gaúcha.

Por falar em educação, antes de Ana Tércia proferir a palestra, Jéssica Oliveira, representante da Comissão de Jovens Lideranças, mostrou o papel da Comissão e a importância dos graduandos se aproximarem do CRC/SE para conhecerem cada vez mais o dia a dia da profissão. ?Nosso objetivo principal é aproximar. Muitas vezes, as pessoas se formam e não sabem em que grupo estão inseridas. Além disso, buscamos fazer projetos de educação continuada e sociais que busquem a melhoria da vida das pessoas?, explanou Izabella.

Durante dos dois dias de eventos, os Conselheiros do CRC/SE foram coordenaram a mesa e os debates. Além disso, personalidades contábeis como o ex-presidente dp CRC/SE e atual vice-presidente Operacional do CFC, Aécio Prado Dantas Júnior; a presidente da Academia Sergipana de Ciências Contábeis (ASCC), Maria Salete Barreto Leite; e o coordenador do Curso de Ciências Contábeis da Universidade Tiradentes (Unit), Dênio Menezes Araújo.

Os participantes do Fórum receberam brindes, mediante sorteio, do CRC/SE. Foram mochilas, dois tabletes, uma diária de hotel, livros diversos e um kit de tratamento de pele.

Confira toda a cobertura fotográfica na Fan Page do CRC/SE. Clique aqui.

 


 

NOSSO INSTAGRAM